Praça Raul Soares, 85 - Belo Horizonte - MG (31) 9357-1951 | (31) 3292-7257 contato@evotekone.com.br
cha para pressao alta

Chá para pressão alta

Chá para pressão alta – 12/8, em alguns casos, já é considerado alerta. Conheça aqui os métodos naturais que combatem a pressão alta

chá para pressão alta

Chá para pressão alta – Cerca de 1 bilhão de pessoas em todo o mundo são vítimas da hipertensão, conhecida também como pressão alta. E questiono: existe patologia mais democrática do que essa? A pressão alta abraça todas as classes, cores e sexo. Ela não quer saber da sua classe social, da sua religião ou em quem você irá votar na próxima eleição. A doença não está preocupada com quem você é e de onde você vem. Se ela cismar com você, já era.

Segundo a Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais, sediada em Belo Horizonte, a doença já se relaciona com outros males e é causa de números consideravelmente altos em mortes no Brasil e no mundo. O financiamento coletivo da hipertensão traz preocupação aos especialistas no assunto e aos órgãos de saúde pública. Anualmente, a hipertensão encomenda cerca de 10 milhões de mortes no planeta – os dados revelam o preocupante fator de risco que deve ser olhado com cuidado não só pelo sistema de saúde, mas também aos hábitos cotianos de prevenção e cuidado dos indivíduos.

A hipertensão arterial causa também outras doenças no organismo, como chances de acometimento de acidentes vascular encefálico e o infarto. O Colégio Americano de Cardiologia e a Associação Americana do Coração, ao se depararem com esses alarmantes dados, atualizaram os limites, que antes eram considerados normais ao medir a pressão arterial. Atualmente, a pressão considerada normal é aquela que está abaixo de 120x80mmHg, comumente conhecido como 12×8. Acima deste número, o indivíduo já se encaixa no quadro de pressão alta.

Panorama geral da doença

Diz o ditado que o pior cego é aquele que não vê. Há um outro em que diz que em terra de cego, quem tem olho é rei. Ambos se encaixam perfeitamente no quadro de pressão arterial que desenha, na atualidade, um cenário tortuoso e traiçoeiro. Os sintomas são os alertas tardios de que algo não vai bem, por isso é importante chegar a pressão ao menos uma vez ao mês. Somente no Brasil, aproximadamente 20% da população, sendo metade dessas pessoas acima de 65 anos, que sofrem de pressão alta.

A patologia não se restringe aos adultos, existem casos em que ela começa a se desenvolver logo na infância. O estilo de vida pode estar direcionado ao surgimento de quadros na doença. Segundo os dados americanos, da pesquisa citada acima, quadros hipertensivos estavam presentes na análise em cerca de 69% dos pacientes e de todas as pessoas que apresentam hipertensão, nos Estados Unidos, aproximadamente 77% já tiveram acidente vascular direto. Em um quadro geral, a pressão alta é responsável por 45% das mortes cardíacas e 51% de acidentes vasculares encefálico no planeta. No Brasil, aproximadamente 36 milhões de pessoas apresentam o quadro de pressão alta, sendo 68% deles, idosos.

O que é a hipertensão ou a pressão alta?

Comumente conhecida como pressão alta, a hipertensão é considerada por especialistas uma enfermidade silenciosa que pode se manifestar somente quando o quadro apresentar um estágio drástico. O diagnóstico precoce é fundamental para o controle dos efeitos no organismo e também para o tratamento da doença. Em um adulto maior de 18 anos, ela se caracteriza por 14 por 9, ou seja, 140 x 90 mmHg (milímetro por mercúrio).

A doença causa, só no Brasil, 40% das taxas de infarto, 80% de derrames e 25% total dos casos representa casos de insuficiência renal. A doença é uma condição clínica de origem multifatorial que se sustenta pelos altos níveis apresentados pela pressão arterial (PA).

Por exemplo, temos a pressão sistólica e a pressão diastólica. A primeira consiste no batimento e na contração do coração e no bombeamento do sangue pelas artérias fornecendo para o resto do corpo. Essa força faz com que exista uma pressão sobre as artérias, essa que é considerada a pressão arterial sistólica. Já a pressão sistólica é aquela que indica a pressão quando o coração está em repouso, isto é, nos intervalos de uma batida e outra.

O clássico 12×8 consiste em: 12 se equivale a pressão sistólica (SBP) que é resultante da força de contração do órgão cardíaco ao ser ejetado por sangue em seus ventrículos esquerdos direcionando paras as artérias. O 8 é a pressão diastólica que caracteriza a pressão quando o coração está em repouso. Ela se resulta também do estado de contração das artérias menores que fornecem sangue para os órgãos e sistemas.

Os sintomas comuns da hipertensão:

  • Cansaço;
  • Dores no peito;
  • Dor na região da nuca;
  • Náusea e vômito (porém esses sintomas são comuns quando a doença já apresenta quadros avançados);
  • Sangramento do nariz;
  • Tontura;
  • Visão embaçada;
  • Zumbidos no ouvido.

Estágios da hipertensão – Chá para pressão alta

chá caseiro para pressão alta

A pressão alta pode se caracterizar em três estágios que se correlaciona com outros quadros que podem ou não ser apresentados pelos pacientes. Entretanto, quanto maior for a pressão apresentada pelo indivíduo, maior é a chance da necessidade de realiazar um tratamento com medicamentos.

Estágio I: quadros onde a pressão está acima de 13×9 e abaixo de 16×10

Estágio II: acima de 16×10 e abaixo de 18×11

Estágio III: acima de 18×10

Normalmente, o surgimento da hipertensão está relacionado com o surgimento do endurecimento e da resistência de vasos sanguíneos ao passar pelo sangue. Com este quadro, o coração se vê obrigado a trabalhar mais para conseguir bombear todo o sangue necessário para a manutenção das funções vitais para o organismo.

Em 90% dos casos, a hipertensão é herdada. Somente em 10% dos casos é que ela pode estar relacionada aos distúrbios da tireoide ou nas glândulas endocrinológicas, como a disfunção das glândulas suprarrenais. Outros fatores aumentam a chance do desenvolvimento desta doença, como:

  • Alteração dos níveis de colesterol toral;
  • Consumo de álcool;
  • Diabetes melito;
  • Excesso de sal;
  • Histórico familiar;
  • Idade;
  • Sedentarismo;

Chás para pressão alta

Existem diversos métodos para combater a hipertensão. É imprescindível o acompanhamento médico em todos os casos, pois somente um especialista poderá indicar as melhores formas de tratamento e os métodos indicados para o seu caso. Entretanto, existem chás de compostos naturais que ajudam no tratamento na pressão alta – e vamos citá-los abaixo!

Chá de espinheiro – Chá para pressão alta

 

O chá de espinheiro traz uma composição que já é conhecida por anos pela medicina chinesa. Os espinheiros possuem propriedades que ajudam na manutenção da saúde cardiovascular. Estudos realizados com roedores, o composto natural fez com que a pressão alta fosse reduzida drasticamente. Segundo especialistas, o consumo do chá não deve ser feito juntamente com medicamentos, pois pode afetar o desempenho destes remédios no organismo.

Recomenda-se o acompanhamento médico por se tratar de uma doença delicada e que pode levar a óbito. O uso de espinheiro pode trazer efeitos colaterais, como perturbação estomacal, dores de cabeça, suores excessivos, náusea, agitação, hemorragias nasais, vertigem, etc.

Chá de gengibre – Chá para pressão alta

De raiz poderosa, o gengibre é conhecido primordialmente por ajudar no processo de emagrecimento e de queima de gorduras no corpo. O termogênico natural é popular e está presente na rotina de muitos brasileiros por acelerar o metabolismo e auxiliar na perda de medidas. Contudo, o gengibre possui outras funções ativas no organismo e o controle da pressão alta é uma delas.

Estudos comprovam a sua ação no combate a hipertensão e também na melhora da circulação de sangue no organismo. Além disso, o gengibre faz com que os músculos relaxem, fomentando a diminuição da pressão arterial. É importante ressaltar que a pesquisa só possui resultados positivos no que tange aos animais, em humanos os resultados ainda são inconclusivos.

Chá de urtiga – Chá para pressão alta

chá para abaixar a pressão

O chá de urtiga também ajuda no controle da pressão alta. Entretanto, não se recomenda o seu uso juntamente com medicamentos, pois este pode afetar o seu efeito no organismo. Ademais, é importante ressaltar que se deve consultar um especialista antes de se iniciar o consumo do chá de urtiga para o tratamento da hipertensão. Somente um especialista saberá citar e priorizar as suas necessidades, enquadrando dentro das características sintomáticas da doença.

Chá de hibisco – Chá para pressão alta

Segundo estudiosos, o hibisco possui efeitos positivos no tratamento da pressão arterial, além de ser indicado para adultos com quadros de pré-hipertensão. Os especialistas afirmaram que o diurético faz com que a pressão alta abaixe. Entretanto é contraindicado para casos de hipertensão alta e mulheres grávidas.

Os chás são recomendados para o tratamento da pressão arterial alta por ser compostos naturais que com o seu uso adequado não afetam o organismo e as suas funções vitais para a manutenção da vida e da saúde corpórea. O chá deve ser consumido após o seu preparo, pois o oxigênio pode fazer com que os nutrientes presentes em sua composição se alterem. Recomenda-se que o seu consumo seja feito no máximo até 12 horas após o seu preparo. Os chás são alternativas saudáveis e que devem ser consideradas no tratamento, porém não se esqueça de pedir a opinião de um especialista no assunto.

Leave a comment