Praça Raul Soares, 85 - Belo Horizonte - MG (31) 9357-1951 | (31) 3292-7257 contato@evotekone.com.br
colágeno

Colágeno – O que é? Para que serve, Benefícios

O colágeno, termo bastante conhecido quando o assunto é saúde e beleza, é, basicamente, uma proteína fibrilar, de função estrutural, presente no tecido conjuntivo de animais. Em termos mais comuns, é uma proteína responsável por dar firmeza à pele, cartilagem e músculos, os quais não necessitam da sustentação de ossos, apenas suporte.

Esta substância é presente em quase todos os órgãos do corpo humano, representando 25% (vinte e cinco por cento) de toda proteína corporal (a mais abundante). Constituída basicamente de aminoácidos, ela consegue dar firmeza e, ao mesmo tempo, elasticidade ao que a possui em seu sistema.

colágeno hidrolisado em pó

Contudo, mesmo que seja abundante em nosso sistema, é importante – principalmente com o passar dos anos – se apoiar em uma dieta que seja rica em colágeno, tendo em vista os vários benefícios que este pode trazer a quem o consome regularmente. Tais efeitos positivos são numerosos:

  • Ajuda na hidratação e elasticidade da pele: com o passar dos anos, a produção de colágeno diminui no corpo humano. A partir daí, uma dieta com alimentos ricos na proteína pode ser de grande ajuda a quem procura manter uma pele bem cuidada.
  • Evita inflamações intestinais: por suas capacidades de revestimento, o colágeno protege o intestino, prevenindo inflamações.
  • Fortalece o cabelo e unhas: Dado que os cabelos e as unhas são constituídos basicamente de proteínas, um bom nível de colágeno no corpo pode fortalecer e deixar saudável cabelo e unhas.
  • Ajuda na regeneração: Responsável pela saúde da pele e sua elasticidade, a proteína pode ajudar em uma regeneração mais rápida e no tratamento de cicatrizes.
  • Pode ajudar na perda de peso: O consumo regulado de colágeno dá saciedade, ajudando assim na perda de peso.
  • Evita úlcera de pressão: muito comum em pacientes impossibilitados de se levantar das camas, úlceras de pressão são lesões que se formam quando alguma parte do corpo fica muito tempo em contato e pressionada em outra superfície. Responsável por fortalecimento da pele, o colágeno evita tais lesões.
  • Cura efeitos da ressaca: tendo propriedades que a possibilitam desintoxicar o fígado, esta proteína ameniza efeitos da ressaca, como dor de cabeça intolerância estomacal.
  • Ajuda em atividades físicas: Por suas propriedades de se unir e dar suporte aos músculos, um bom nível de colágeno ajuda em atividades físicas, podendo dar mais resistência.

 

Considerando as vantagens acima listadas, é visível que a ingestão regulada de colágeno pode ser importante em vários momentos e situações. Tendo isso em vista, é relevante ter conhecimento de como manter sempre alto o nível de colágeno no corpo, mesmo quando a produção natural do corpo diminuir.

Alimentos ricos em colágeno

benefícios do colágeno

Existem alguns alimentos que são ricos em colágeno, ou estimulam a produção deste:

  • Gelatina – Sobremesa que não estimula o aumento do peso.
  • Carnes – Fontes de proteínas. As carnes brancas são as mais indicadas.
  • Ovos – Assim como as carnes, são fonte de proteínas.
  • Frutas cítricas (laranja, limão, lima, kiwi, dentre outros) – Contém a vitamina C, contribuinte da síntese de proteínas, que, posteriormente, é transformada em colágeno.
  • Frutas vermelhas (morango, amora, cereja, dentre outros) – Também contém a vitamina C em suas composições.
  • Castanhas, nozes e amêndoas – Contém a vitamina E, importante para a formação do colágeno.
  • Aveia – Contém silício em sua composição, nutriente necessário na síntese de colágeno.
  • Tomate, pimenta e beterraba – Além de conterem o antioxidante licopeno, tais alimentos ajudam no aumento de produção de colágeno pelo corpo humano .
  • Vegetais de cor verde-escura (espinafre, couve, brócolis, dentre outros) – Alimentos ricos em vitamina C
  • Vegetais de cor laranja (cenoura e batata-doce) – Esses alimentos são ricos em vitamina A, a qual é capaz de restaurar e regenerar colágenos já danificados.
  • Soja (leite de soja, tofu, queijo de soja) – São alimentos ricos em genisteína, substância que, além de bloquear enzimas que envelhecem a pele, aceleram a produção de colágeno.
  • Chá branco: Segundo pesquisadores de uma Universidade em Kingston, no Reino Unido, o chá branco tem a função de proteger as proteínas presentes no corpo humano, principalmente o colágeno. Tal proteção se dá a partir de um bloqueio de enzimas que destroem moléculas de proteína.
  • Alho: O alho tem em sua composição o enxofre, substância necessária para a síntese de colágeno. Além disso, esse condimento possui compostos como taurina e ácido lipoico, responsáveis por reconstruir fibras de colágeno previamente danificadas.
  • Ostras: alimento rico em zinco, mineral que ajuda na formação de colágeno no corpo.

Colágeno Hidrolisado

colágeno tipo 2

Além de alimentos ricos em colágeno, ou que ajudam em sua síntese, ainda existe o colágeno hidrolisado. Após uma certa idade (entre 30 e 35 anos), o corpo humano diminui gradativamente a produção de proteínas, então é importante que tal deficiência seja sanada artificialmente. Tendo isso em vista, é produzido pela indústria farmacêutica, a partir de ossos e cartilagem bovina, o colágeno hidrolisado. O processo consiste na retirada da substância dos ossos e cartilagens dos bois e aí então é hidrolisado, ou seja, passar pelo processo de hidrólise – quebra pela água das moléculas de proteína. Isto acontece para que o produto possa ser facilmente absorvido pelo corpo. Não há necessidade de receita médica para a compra, pois, nesse caso, ele é considerado pela Agência Nacional da Vigilância Sanitária (Anvisa).

O colágeno hidrolisado não é recomendado apenas para quem já passou dos trinta anos. Para quem sofre com estresse, é fumante ou fica muito exposto ao Sol (atletas, por exemplo), o consumo regulado deste produto é altamente recomendado. Isso se deve ao fato de que, para esse grupo de pessoas, as rugas, flacidez, e celulites surgem mais cedo, e a produção natural do corpo humano não pode suprir essa alta demanda.

São variadas as formas em que esse produto é encontrado no mercado, e seu preço, apesar de variar bastante, possui uma média de R$20,00 (vinte reais) a cada 100 (cem) gramas:

  • Cápsula: Composto do pó de colágeno em seu interior, é envolto por uma cápsula. A dose diária é atingida com o consumo de 3 a 6 cápsulas por dia.
  • Sachê: Podendo ser diluído em água, suco ou iogurte, o sachê vem, geralmente, com a dose diária do pó de colágeno recomendada (8 a 10 gramas). Essa opção é encontrada à venda, também, com sabores.
  • Bala: Contendo em torno de 1,5g de colágeno em sua composição, a bala vêm como complemento do consumo diário. Pode vir, também, em forma de bombom.
  • Água: algumas marcas de água oferecem em sua composição a quantidade recomendada de colágeno diário.

O horário recomendado para a ingestão da proteína é à noite. Podendo ser antes, durante, ou depois do jantar, nesse horário o corpo tem mais facilidade em absorver as moléculas.

Há um mito acerca do colágeno hidrolisado, que consiste na afirmação de que o produto pode engordar. Apesar de muitos afirmarem isso, não é preciso se preocupar: o produto possui uma baixa taxa de calorias, além de ser basicamente proteínas, que não tem a facilidade em se transformarem em gordura localizada. Além disso, o consumo regulado de colágeno pode emagrecer: isso se dá devido à sua propriedade que traz uma sensação de saciedade, fazendo assim com que a índivíduo coma menos.

Por ser um produto de ordem natural, colágeno não é dotado de contra indicações. A única ressalva necessária é a consulta de um médico, o qual apontaria a melhor dosagem do suplemente para cada pessoa.

Outras dicas para quem anseia em aproveitar os benefícios trazidos pelo regulado nível de colágeno no corpo humano é potencializar seus efeitos, isto é, criar condições onde o colágeno possa exercer suas funções com mais excelência. Alguns potencializadores podem ser descritos:

  • Manter uma dieta saudável: É inútil ter uma boa quantidade de colágeno no corpo mas ter falta em outros nutrientes. Para que os benefícios possam ser notados, é necessário estar saudável em todos os outros aspectos.
  • Beber água: A água, bebida responsável por inúmeros benefícios e indispensável para a vida do ser humano, é também responsável por uma pele hidratada e com mais elasticidade. Sendo assim, é importante beber água para que não se interrompa o processo de efeitos positivos do colágeno.
  • Uso de cremes hidratantes: Cremes podem sem importantes para minimizar o efeito da oxidação sobre a pele, visto como uma grande ajuda para o colágeno neste aspecto.
  • Diminuição na ingestão de frituras: o óleo usado nas frituras é transformado em gordura no corpo humano. Esta gordura não possui utilidade no organismo e incita a criação de radicais livres, os quais afetam diretamente na diminuição de produção de colágeno.
  • Dormir bem: Tendo em vista que é enquanto estamos dormindo que nosso organismo combate os radicais livres presente no corpo, ter uma boa noite de sono é essencial para que o colágeno possa ser produzido e tenha uma ação benéfica em nosso corpo.

Leave a comment