Praça Raul Soares, 85 - Belo Horizonte - MG (31) 3292-7257 (31) 9.9357-1951
creatina em pó ou em cápsula

Creatina em pó ou em cápsula

O que é a creatina – Creatina em pó ou em cápsula

A creatina é uma substância formada por um conjunto de aminoácidos encontrado nas fibras musculares e no cérebro. Tais aminoácidos, considerados não essenciais, são produzidos no nosso próprio organismo, nesse caso, no fígado e nos rins, A quantidade produzida por esses órgãos, entretanto, é considerada apenas metade do necessário para o corpo, sendo a outra metade obtida por meio de ingestão de carne, que é o significado do termo grego kreas, do qual se originou a palavra creatina, ou de suplementação. Creatina em pó ou em cápsula

Como ela age no corpo e para que é usada – Creatina em pó ou em cápsula

creatina em pó ou em cápsulas
creatina em pó ou em cápsulas

Ao ser produzida, a creatina participa do processo de produção de moléculas de ATP (adenosina trifosfato), que armazenam energia em suas ligações químicas, e é transportada pela corrente sanguínea até os tecidos musculares, onde, após ser fosforilada, ela se transforma em uma excelente reserva de energia devido à ligação fosfato, altamente energética. Dessa maneira, por representar a obtenção de energia, a creatina é objeto de interesse das pessoas que desejam aumentar as reservas energéticas, que, além de consumirem a substância na alimentação, o fazem também por meio da suplementação.

Assim, as pessoas que têm interesse em elevar seus níveis de ATP a fim de aumentar a produção e reserva energética, procuram pelos suplementos de creatina, muito populares no meio de atletas cujas atividades físicas são intensa e curtas, como os fisiculturistas e os lutadores de jiu-jitsu, muay thay e judô. Nessa perspectiva, ao ser usada por esse tipo de atleta, o suplemento, que pode ser encontrado nas formas de pó, comprimido e cápsula, promove o ganho energia, aumentando a resistência, e fortalece os músculos do atleta, aumentando sua força, além de agir na regeneração muscular, reduzindo o tempo necessário para recuperação de cada exercício, o que provoca melhora no desempenho nas atividades físicas e, consequentemente, melhora nos resultados objetivados.

A creatina em pó – Creatina em pó ou em cápsula

A creatina em pó possui 3g da substância e não possui gordura, carboidratos, sódio, aditivos artificiais e nem adição de açúcar. Sugere-se que ela seja consumida diluída em água ou outro líquida da preferência do atleta, o que pode ser feito com o auxílio de uma coqueteleira. É recomendado, ainda, a ingestão de no mínimo 8 copos de água por dia ao fazer esse consumo e que ele seja feito acompanhado do de carboidratos, facilitando a síntese da substância devido à liberação de insulina no sangue provocada pela ingestão deles, que é fundamental no transporte da creatina até as células musculares.

A creatina em cápsula – Creatina em pó ou em cápsula

A versão em cápsulas do produto também possui 3g da substância e não contém gordura, carboidratos, sódio, aditivos artificiais ou adição de açúcar, sendo apenas uma versão do mesmo produto em pó, com a diferença de ser envolto. Para consumi-la, é necessário apenas ingerir a cápsula com a ajuda de água, facilitando o transporte dela até onde acontecerá a absorção. Como o produto difere da versão em pó apenas por ser envolto, as recomendações de consumo são as mesmas.

Qual das duas versões tomar? Creatina em pó ou em cápsula

Apesar da visível grande popularidade do consumo da creatina em pó nas academias, onde é possível observar várias pessoas dissolvendo o produto nas coqueteleiras, as cápsulas têm a mesma composição e concentração, por isso, geram o exato mesmo efeito, o que torna a escolha de qual das versões consumir baseada na praticidade de cada uma aplicada à rotina do consumidor. É importante lembrar que esse consumo deve ser orientado por um médico, pois ele analisa as possibilidades do consumo levando em consideração as necessidades, características e objetivos de cada um, podendo indicar se o uso é adequado, de modo a evitar efeitos colaterais indesejados, a melhor maneira de o fazer e as quantidades apropriadas em cada caso.

Leave a comment