Praça Raul Soares, 85 - Belo Horizonte - MG (31) 3292-7257 (31) 9.9357-1951
erva doce

Erva doce – O que é ? para que serve?

 

Desde que chegou no Brasil, no século XX, a erva ajuda promover a saúde humana

 

Conhecida pelos egípcios lá em 1500 a.C., a erva-doce além de ser uma das ervas mais antigas do mundo, ela traz relatos históricos documentados e artigos científicos que provam a sua eficácia e a sua ação no sistema de saúde humano. O era uma vez da história, relata a narrativa que naquele tempo, os gladiadores romanos usavam a erva-doce para produzir a sua “ração” diária. Eles acreditavam que os compostos existentes na erva davam força para enfrentar as batalhas.

Você se lembra daquelas fotos do livro de história que traziam os gladiadores com coroas com ramos de erva doce na cabeça? O feito marcava a importância da erva para aquela civilização, a qual a usava de símbolo que estava presente em batalhas e cerimônias de coroação. Segundo relatos, a erva teve a sua infusão nos países da região da África, da Ásia e do Mediterrâneo. A erva doce só chegou às terras de Carmen Miranda após a migração dos primeiros colonos europeus, que a utilizavam para tratamentos medicinais.

Desde a Antiguidade até a atualidade, a erva é consumida em abundância. Em chás, tratamentos, e até em temperos gastronômicos. A erva doce era vista pelos antigos como um composto forte para ajudar na manutenção da boa saúde e também no combate da obesidade. Há relatos que constam que o imperados Carlos Magno plantava a erva doce em seus jardins imperiais. Dizem que Magno fez até um decreto que ordenava o seu plantio em todos os terrenos que pertenciam a sua colônia.

Os gregos, por sua vez, relacionavam a erva com os deuses do Olimpo. Eles diziam que os deuses que entregaram ao homem, os poderes medicinais da planta. O Brasil só conheceu os benefícios da erva nas primeiras décadas do século passado. Os estados do nordeste, foram os primeiros a receber os benefícios da planta. A população começou investiu na plantação da erva, que posteriormente se tornou, naquela época, um dos pilares econômicos.

Até 1997 não havia relatos científicos sobre os efeitos e potenciais da erva para a saúde do ser humano. Anos mais tarde, a Universidade Federal da Paraíba, em parceria com a ONG AS-PTA, juntaram esforços e iniciaram os primeiros estudos e pesquisas sobre o assunto. Com eles, foi possível comprovar os rumores que vinham desde os tempos remotos. A erva doce é uma das melhores amigas da saúde humana, segundos os estudos, e ela auxilia diretamente no controle do peso, em tratamentos de saúde, como de tosses, problemas digestivos, bronquite e até gases e a indesejada retenção de líquido. É possível afirmar que gregos e troianos estavam certo.

A erva-doce

erva doce - beneficios
erva doce – beneficios

De folhas verdes e escuras, a erva doce traz flores brancas bem pequenas e que em alguns casos podem também ser amarelas. Os chás, por exemplo, são feitos através do seu fruto seco. Relatos apontam a existência da planta desde os primórdios, especificamente em 1550 a.C, pelos povos egípcios. As suas sementes concentram a maior parte dos nutrientes existentes na erva, como clorofila, óleos essenciais, carboidratos, ácidos graxos, entre outros.

O aspecto medicinal da erva é aplicado à sua capacidade antiespasmódica, isto é, na sua ação de combate aos espasmos e a dores musculares. Ademais, a erva tem ação tônica, cicatrizante, calmante, diurética, sudorífica. Especialistas no estudo da planta afirmam também que a erva pode ajudar na produção de leite materno e estimular a digestão no organismo.

O composto natural também está presente em cosméticos, os quais usam de técnicas de extração para combinar compostos e retirar o óleo essencial que ajuda no tratamento da acne, além de ser ingrediente fundamental para produtos que possuem a ação refrescante. Devido a isso, é comum encontrar sabonetes, cremes para banho e até loções para limpeza que contêm a erva doce como substância que promete aroma e efeito desinfetante.

Benefícios da erva doce

Originária do Oriente Médio, a erva doce era conhecida pela civilização antiga por ajudar a afastar pesadelos, promovendo uma noite tranquila de sono. Desde os tempos remotos, a popularidade desta erva só vem aumentando e na atualidade, com estudos comprovados cientificamente, o seu uso é cada vez mais disseminado, tornando-a uma planta de uso popular.

De aroma inigualável e com nutrientes importantes para a saúde humana, a erva doce possui também outros benefícios. Conheça:

  • Ajuda a promover a saúde dos ossos;
  • Ajuda a regular a pressão sanguínea;
  • Ajuda a promover as conexões cerebrais no corpo;
  • Ajuda na prevenção do câncer e promove a saúde do coração;
  • Ajuda na prevenção da anemia;
  • Auxilia na manutenção da memória e do aprendizado;
  • Auxilia na boa digestão e promove a saúde do intestino;
  • Promove a saciedade e ajuda a combater a compulsão alimentar;
  • Promove a saúde dos músculos;
  • Promove a saúde ocular e combate o envelhecimento precoce.

Além disso, a erva doce possui propriedades curativas de extrema importância para a medicina alternativa. O composto natural tem sementes fortes e o seu óleo é popularmente usado para tratamentos da medicina alternativa. De ação expectorante, a erva doce pode ser utilizada para combater tosses crônicas e doenças respiratórias como a bronquite.

Você sabia que o óleo essencial de erva doce também ajuda no combate aos piolhos? É isso mesmo! O óleo possui propriedades que combate diretamente a enfermidade capilar, além de auxiliar no tratamento – diferentemente de compostos artificiais, que podem ser prepuciais para a saúde das crianças e até de adultos que sofrem com o problema.

Outro ponto importante é a presença de anetol na composição do óleo de erva doce. O anetol é a substância responsável pelo sabor e pelo aroma do vegetal, além de auxiliar no tratamento das cólicas intestinais e na flatulência corporal. O uso de sementes da planta também possui efeitos positivos para o organismo e muitas empresas usam da erva doce em receitas alcóolicas por ela possuir rápido efeito digestivo – sabe a vontade de ir ao banheiro após alguns copos de cerveja? Pois é, pode ser culpa da erva doce. Mas, lembre-se, isso é uma coisa boa!

 

 

Leave a comment