ALBUMINA NATUROVOS (500g)

A albumina é uma incrível proteína com alto valor biológico, que possui muitos aminoácidos, como os BCAAs e ácido glutâmico, que é fundamental para recuperar as fibras musculares.

R$ 45,00

Informações do Produto:

  • Forma/estado: 
  • Gênero: Unissex
  • peso/quantidade: 500 gramas
  • Glúten: não contém glúten
  • Origem: Internacional
  • Fabricante: Muscle Pharma
  • Sabor: chocolate,morango e baunilha
  • Objetivo: Aumento de performance e força, Ganho de massa muscular.

A preocupação com seu corpo sempre foi algo próximo do ser humano, mas é inegável constatar que esse tópico tem estado mais em pauta nos últimos anos, pelos mais diferentes motivos. Não é só a preocupação com seu corpo em si, mas também com a saúde de modo geral, para que as pessoas adquiram hábitos mais saudáveis para uma vida mais tranquila ou até para tentar prolongar a mesma, inclusive abandonando o sedentarismo.

As academias viraram a segunda casa de uma parcela significativa de pessoas, que viram nas atividades de musculação uma forma de alcançar a satisfação pessoal. Satisfação essa que é fator fundamental, tendo em vista que um dos primeiros passos para a felicidade é estar bem consigo mesmo, para a partir daí buscar outros objetivos plausíveis com sua ambição.

Dentro desse cenário, em que as academias ganharam um protagonismo significativo, coube a indústria desse segmento se atualizar e se adaptar a toda uma nova demanda, desenvolvendo e aperfeiçoando uma série de novos produtos que buscam facilitar os processos dos usuários em busca de um corpo dentro do padrão, fora outros objetivos mais profissionais.

Sim, o uso de suplementos pode ajudar vários tipos de pessoas. Desde aquelas que têm dificuldade no início, passando por quem simplesmente quer perder peso ou se manter em forma fisicamente, mas também – ou principalmente – para aqueles que querem mais força e energia para atividades físicas curtas e intensas, buscando uma definição muscular impecável e músculos cada vez maiores.

Nesse contexto, obviamente que alguns suplementos, os conhecidos como mais tradicionais, ainda tem a fama de serem os mais eficientes, e com razão, mas o grande boom da indústria de suplementos foi justamente passar a oferecer todo um novo leque de opções para os usuários, em que diferentes produtos contam com diversos tipos de composições, de forma que os mais distintos objetivos possíveis podem ser alcançados com o auxílio desses suplementos.

Suplementos de proteína, de aminoácidos de cadeia ramificada, outros aminoácidos, carboidratos… esses são apenas alguns exemplos, falando por cima, de toda a versatilidade que a indústria de suplementos alcançou.

Para melhorar, alguns desses suplementos podem oferecer, inclusive, vários dos nutrientes citados acima de uma só vez. Um grande exemplo desse tipo de caso é a Albumina, que pode ser considerada um dos suplementos mais tradicionais do mercado. Abaixo, você saberá tudo sobre a Albumina, desde o que é, para que serve, os benefícios desse suplemento e os problemas que a deficiência do mesmo pode acabar causando para o seu organismo.

Albumina: o que é

Como mencionado acima, os suplementos que mais se destacam nesse segmento costumam ser aqueles em que as substâncias base da composição são proteínas ou aminoácidos. Com a albumina, você acaba ganhando os dois de uma vez só, tendo em vista que, por definição, a albumina é uma proteína presente na corrente sanguínea com a finalidade de fornecer minerais e vitaminas para o corpo, além de ser também, por si só, uma fonte de aminoácidos.  

Além desse lado que está diretamente ligado aos motivos pelo qual optar por essa substância como um suplemento em sua dieta diária, é importante destacar também alguns outros pontos relacionados à albumina. Ela pode ser, por exemplo, uma pista importante sobre alguns fatores ligados a sua saúde que podem, por fim, levar à prevenção de algumas doenças que certamente não estão nos seus planos. Isso porque, em primeira instância, as albuminas pertencem a família de proteínas que compartilham estruturas semelhantes a globos e que podem ainda ser achadas também em animais.

Porém, não vamos dar muita atenção a esse tipo de albumina encontrada em animais. O foco aqui é o ser humano. Sendo encontrada de forma abundante no nosso sangue, a albumina corresponde por volta de 50% a 60% de toda a proteína que está presente nesse nosso sangue. Outro ponto importante é entender, então, onde essa substância é produzida: no fígado. Apenas a partir daí que ela vai circular em nosso sangue por todo o nosso corpo.

Reforçando o que já foi dito acima, é importante destacar como a albumina faz parte do nosso plasma sanguíneo de forma significativa, o que faz dela uma substância fundamental para o funcionamento pleno do organismo, na medida que atua em várias funções que, por fim, vão assegurar o funcionamento correto de seus processos. Aproveitando que ela percorre todo nosso corpo, outra funcionalidade da albumina é transportar substâncias por nossa corrente sanguínea, ligando-se a compostos hidrofóbicos  – aqueles que não fazem naturalmente ligações com água.

Outra função da albumina que está relacionada a essa sua capacidade de ser uma transportadora, é como ela ajuda na hora de carregar moléculas, seja para dentro ou para fora de tecidos. Juntamente com tudo isso, a albumina ainda é importante na asseguração do equilíbrio de água entre tecidos e sangue.

Como estamos vendo, são muitas as ligações entre albumina e sangue. E elas não pararam por aqui. Essa substância também aparece em processos de coagulação sanguínea. Como? Ao possuir baixos índices dessa proteína, o desenrolar de tudo pode ser o acontecimento de algumas situações que não estão nos seus planos, como tópicos relacionados a hemorragias, por exemplo, além de uma pior cicatrização. No decorrer desse artigo, explicaremos com mais detalhes tudo que a falta de albumina no organismo pode causar ao seu corpo e como combater esse problema.

Entrando de vez agora no mundo da musculação e a albumina, você já compreendeu que ele é uma proteína. Ao lembrar-se de proteína, uma das primeiras coisas que vem na nossa cabeça são os ovos. Você ou algum amigo bastante focado em academia já deve ter comido muitos ovos em busca de seus incontáveis nutrientes, né? A albumina derivada da clara de ovo, então, acaba por ser uma forma de suplemento, ao ser uma alternativa que pode melhorar seu desempenho em atividades que precisam desse tipo de substância em suas quantidades corretas, na medida em que a soroalbumina (como é chamada a albumina produzida por nós mesmos) tem importante atuação no metabolismo.

Albumina: para que serve

Bom, hora de focar de ver em albumina para quem pratica atividades físicas, principalmente as mais intensas. Antes de falar diretamente de seus benefícios, é bom mencionar outros pontos sobre essa substância que vão interferir diretamente no que será descrito abaixo. Para começar, deve-se esclarecer que a albumina não é apenas uma clara de ovo desidratada, ao apresentar em sua composição elementos como ferro e vitaminas, o que começa a explicar como ela pode ser importante para seu desempenho atlético.

Lembra que falamos de toda a capacidade e funcionalidade de transportar substâncias por nosso corpo que a albumina possui? Pois então, ela acaba acionando essa virtude e transportando diferentes aminoácidos por nossa corrente sanguínea, chegando aos nossos tecidos e, assim, proporcionando nutrientes em músculos e também tendões.

Outro ponto a ser abordado é como a albumina faz parte de várias funções de nosso metabolismo. Mas o que essa participação pode ser útil para o que estamos discutindo? Pois bem, na medida em que a albumina se liga com metais pesados e tóxicos, os riscos à nossa saúde que essas substâncias poderiam chegar a oferecer são reduzidos, além de facilitar que as próprias sejam eliminadas pelo sistema excretor.

Albumina: benefícios

Reparação muscular e repõe proteínas

A albumina já foi muito estudada por pesquisadores. Um desses estudos, realizado em idosos, cientistas fizeram relação entre níveis baixos de albumina com uma força muscular abaixo do esperado. O resultado dessa pesquisa foi definido qual seria o principal benefício ligado ao consumo de suplementos de albumina, já que ficou evidente que essa proteína abordada aqui nesse artigo tem como grande virtude aumentar a capacidade e a funcionalidade de nossos músculos.

Como já mencionado rapidamente, a albumina tem atuação no catabolismo, atuando para a diminuição do mesmo. Ao possuir um bom valor biológico, a albumina repõe perdas musculares que são consequência de seus treinamentos físicos intensos e seu esforço realizado nos treinos. Outra virtude é promover o ganho de massa muscular, já que possui uma boa disponibilidade biológica plasmática.

Aumenta a massa muscular

O uso de suplementos podem ter diferentes finalidades, mas um dos principais sempre vai ser a busca por mais massa muscular. A albumina, do mesmo modo que distintos aminoácidos essenciais, tem a capacidade de fazer com que suas fibras musculares recebam nutrientes importantes como ferro, magnésio e zinco. O resultado disso é uma regeneração de tecidos acelerada, o que evita o catabolismo tradicional que acontece naturalmente após atividades físicas mais intensas.

Melhor recuperação após atividades físicas

Já foi dito rapidamente acima, mas é importante reforçar. Após uma seção de treinamento físico intenso e proveitoso, seu corpo estará bastante desgastado e você bem cansado. O que você talvez não saiba é que isso tem um nome mais específico, que já foi mencionado por aqui, mas agora você vai entender um pouco melhor: catabolismo. Essa denominação se dá pelo fato de como esse “fenômeno” tem relação com o nosso metabolismo.  

Isso acontece porque o nosso organismo, ao estar desgastado, utiliza reservas de energias presentes em nosso próprio corpo como reposição, pois os tecidos estão necessitados por todo o desgaste consequente do esforço realizado na atividade física. Enfim, acontecerá uma diminuição de massa magra no seu corpo, algo que pode influenciar seu desempenho.

Mas como a albumina pode atuar para melhorar esse cenário? Após estudos, em que um grupo de fisiculturistas recebeu placebo e outro grupo recebeu albumina, foi constatado que o grupo que ingeriu o suplemento tema deste artigo, após uma semana de tratamento, apresentava menos sintomas de coisas que são naturais de apresentar após treinamento, o que indica eficácia dessa proteína nesse tipo de caso.

Deficiência de albumina

A deficiência de albumina, ou hipoalbuminemia, é um nível anormalmente baixo da proteína albumina no sangue. Você pode tê-lo testado como parte de um painel padrão de testes de função hepática. A faixa normal de albumina é de 3,5 a 4,5 mg / dL. Se o seu nível de albumina for inferior a 3,5 mg / dL, será considerado baixo. Muitas causas potenciais de albumina baixa podem estar no trabalho, incluindo desnutrição, doença hepática, doença renal ou resposta ao estresse.

Desnutrição

A hipoalbuminemia pode ser causada por desnutrição crônica. Se a sua ingestão de proteínas é inadequada, o fígado produzirá menos albumina. Como o corpo extrai albumina dos tecidos para manter estável o nível de albumina sérica, um baixo nível sérico reflete o esgotamento das reservas de albumina tecidual. Nos EUA, a desnutrição crônica é vista com mais frequência em pacientes idosos que são institucionalizados, pacientes com doença crônica avançada ou anorexia e crianças desnutridas. Para tratar a hipoalbuminemia causada por desnutrição, tanto a ingestão de proteínas quanto de calorias deve ser adequada. Se a sua ingestão de calorias é muito baixa, a proteína que você come será usada como fonte de energia.

Doença hepática

Como a albumina é sintetizada pelas células hepáticas, a hipoalbuminemia pode ser um sinal de dano ou doença no fígado. A síntese de albumina pode ser reduzida com cirrose, alcoolismo, hepatite B, hepatite C, câncer hepático ou doença hepática autoimune. Se você tem baixa albumina devido a problemas no fígado, você pode ter ascite, em que o abdômen fica inchado com o líquido. Para verificar se há problemas no fígado, seu médico irá verificar os testes de função hepática, procurar sinais de icterícia e solicitar uma tomografia computadorizada do abdome e uma biópsia hepática.

Doença renal

Às vezes, os níveis séricos de albumina são baixos porque a albumina está sendo perdida do corpo. Isso pode acontecer se você tiver uma doença renal, como a síndrome nefrótica. Pequenos vasos sanguíneos nos rins – chamados glomérulos – ficam danificados e permitem que a albumina vaze para a urina. A albumina também pode ser perdida do corpo devido a síndromes de má absorção, como enteropatia perdedora de proteínas, doença inflamatória intestinal ou linfoma, na qual a proteína é perdida nas fezes.

Resposta ao estresse

A hipoalbuminemia é frequentemente causada por uma resposta inflamatória aguda ou crônica ao estresse. Infecções, cirurgia, trauma ou queimaduras podem levar a um aumento na liberação de citocinas e redução da produção de albumina. Diminuição da síntese de albumina, aumento da degradação da albumina, redistribuição da albumina nos líquidos corporais e maiores perdas de albumina podem contribuir para níveis mais baixos de soro com a resposta ao estresse.

A nutrição pode aumentar os níveis de albumina?

Historicamente, a albumina tem sido usada como um marcador do estado nutricional, por isso muitas vezes os suplementos nutricionais seriam prescritos para ajudar a aumentar os níveis de albumina. Mais recentemente, a ciência mostra que a baixa albumina está altamente relacionada ao estado da doença, e não ao estado nutricional, portanto, a eficácia de ingerir uma dieta rica em proteínas ou beber suplementos nutricionais é questionável. Existem formas de desnutrição, como o kwashiorkor, definido como ingestão calórica insignificante de proteína, em que a restauração adequada de proteínas e calorias é importante para melhorar os níveis de albumina. Além desses casos, no entanto, desde que você consuma uma dieta balanceada que inclua proteína adequada – 0,8 g por quilograma por dia para o indivíduo médio sem doença – os alimentos que você ingerir provavelmente não afetarão seu nível de albumina.

Como a dieta afeta os níveis de albumina

A desnutrição, uma causa de baixos níveis de albumina, pode estar relacionada a uma variedade de condições que diminuem o apetite – causando má ingestão alimentar e perda de peso. Quando a albumina baixa está ligada à desnutrição, o aumento do consumo de calorias e proteínas é muitas vezes um tratamento recomendado.

Alguns dados limitados suportam este conselho. Um pequeno estudo de pessoas que receberam diálise para insuficiência renal concluiu que a albumina melhorou após o aumento da ingestão de calorias e proteínas, de acordo com um relatório publicado na edição de março-abril de 2005 da revista “Peritoneal Dialysis International”.

Outro pequeno estudo publicado no “Journal of Renal Nutrition”, de julho de 2004, mostrou que os níveis de albumina melhoraram em indivíduos do estudo que receberam aconselhamento intensivo para melhorar a ingestão nutricional.

No entanto, um artigo publicado na edição de janeiro de 2010 do “Journal of the American Society of Nephrology” revisou oito estudos sobre pessoas com doença renal e níveis baixos de albumina e concluiu que o aumento de calorias ou proteínas não está consistentemente vinculado a melhores níveis de albumina.

Aumentando os níveis de albumina

Se um estado de doença causou má nutrição e resultou em baixos níveis de albumina, os esforços para aumentar a ingestão de calorias e proteínas com alimentos nutritivos podem melhorar a saúde. Como a inflamação está associada a baixos níveis de albumina, o consumo de uma dieta antiinflamatória pode ser benéfico, embora sejam necessárias mais pesquisas para vinculá-la a melhores níveis de albumina.

Comer uma variedade de frutas e vegetais coloridos todos os dias, juntamente com grãos integrais, feijão, nozes e sementes é uma estratégia para diminuir a inflamação. De acordo com o “Journal of American College of Cardiology”, incluindo ácidos graxos ômega-3 na forma de peixe, nozes ou soja também reduz a inflamação.

Causas de baixa albumina

A albumina tipicamente diminui durante as doenças, particularmente doenças que têm um componente inflamatório. Quando o corpo está sob estresse inflamatório, o fígado concentra-se na produção de proteínas inflamatórias, como as citocinas, em vez da albumina. Além da diminuição da produção pelo fígado, a albumina que já foi produzida e entrou na corrente sanguínea pode ser quebrada para uso na produção de proteínas que ajudarão a combater a doença. Conforme a doença se resolve, os níveis de albumina começarão a retornar ao normal. Em alguns casos, a desnutrição proteico-energética grave pode levar à diminuição dos níveis séricos de albumina.

Tratamento

Se você tem inchaço e seu médico identificou a causa como sendo baixos níveis de albumina, escute seu conselho. Se a causa é causada por uma doença, ele provavelmente irá encorajá-lo a continuar comendo uma dieta balanceada com proteína adequada enquanto a sua doença estiver resolvida. Ele pode recomendar níveis de ingestão de proteína um pouco mais elevados do que a necessidade média, o que é normal em muitas doenças. Se ele achar que você tem baixa albumina devido à desnutrição, a nutrição adequada será essencial para recuperar seu corpo.

Albumina Naturovos: como tomar

Nunca é demais lembrar que os suplementos devem ser apenas uma arma a mais dentro de um contexto em que você está buscando maior definição muscular ou algo do tipo. Não trabalham de forma isolada se você ignorar alimentação e as atividades físicas, por exemplo. Mas enfim, uma das dúvidas que costumam surgir nos produtos dessa indústria é como se aproveitar de suas propriedades ingerindo o suplemento no momento certo. Antes do treino? Depois? Ao acordar ou antes de dormir? Vamos responder abaixo.

Para começar, é bom dizer que a albumina pode ser considerada uma proteína de média para lenta absorção. Juntamente disso, destaca-se seu custo mais em conta, coloca a albumina como um suplemento indicado para ser ingerido antes de dormir. Por que? Porque a proteína irá funcionar com eficácia nesse intervalo de tempo que você não vai se alimentar.

Existem as alternativas também, mas para elas você pode acabar encontrando outros suplementos que se encaixem nos quesitos que você precisa. Após o treino, por exemplo, é uma boa opção, a albumina vai ajudar na recuperação muscular, mas não supera o whey protein. Ao acordar também pode ser considerado, já que seu corpo necessita de outros nutrientes além de carboidratos após ficar horas sem receber alimentos.

Onde comprar Albumina Naturovos?

A Albumina Naturovos é um suplemento popular e muito utilizado nas academias, por isso é encontrado em uma série de lojas de suplementos. Apesar disso o preço varia e nem sempre é possível confiar cegamente em um fornecedor.

O melhor preço de Albumina Naturovos, aliado a um serviço de qualidade, com atendimento diferenciado e boas condições de armazenamento do produto você encontra na Nextfit. Entre no site e confira a Albumina Naturovos e vários outros produtos que podem chamar sua atenção!

Categoria

Baseado em 0 avaliações.

0.0 total
0
0
0
0
0

Seja o primeiro a avaliar “ALBUMINA NATUROVOS (500g)”

Não foram feitas avaliações do produto