T-SEK POWER SUPPLEMENTS – 30 DOSES DE 4,000G

Hoje vamos falar de um poderosos diurético e também termogênico da renomada Power Supplements sempre com excelente suplementos emagrecedores.

Tire suas dúvidas via WhatsApp (31) 9.9165-8043

A Melhor Loja de Suplementos – Tele entrega em Belo Horizonte, Sarzedo, Ibirité e região. 

R$ 89,99

T-Sek

 

Se uma pesquisa averiguasse com as pessoas qual a principal mudança que elas gostariam de fazer em seu corpo, perder peso seria certamente a mais citada. O Brasil conta com uma grande quantidade de pessoas em situação de sobrepeso ou obesidade e isso é grave.

Estudos já comprovam a relação entre o excesso de peso e diversas doenças graves, incluindo doenças crônicas que representam uma boa parcela das causas de mortalidade ao redor do mundo.

Para muitas pessoas, emagrecer apresenta dificuldades especiais. Seja pela rotina, estilo de vida, ou mesmo por questões particulares do funcionamento do próprio organismo pode ser complicado diminuir alguns números na balança.

É por isso que alguns suplementos alimentares podem ser bastante úteis na luta contra a obesidade. É o caso do T-sek, uma das maiores referências entre os suplementos para queimar gorduras no mercado.

O que é o T-sek?

O T-sek é um suplemento desenvolvido pela Power Supplements que tem como principal objetivo queimar gorduras e auxiliar no processo de emagrecimento. Trata-se de uma boa alternativa para as pessoas que encontram dificuldade em perder peso, mesmo se exercitando e fazendo dietas.

O T-sek atua queimando as gorduras existentes, evitando que novas gorduras sejam acumuladas e ainda possui ação diurética, ou seja, ele evita o acúmulo de líquidos.

Trata-se de um suplemento termogênico. Isso significa que ele atua aumentando o metabolismo do corpo, fazendo com que ele consuma mais energia e com isso queime gordura de maneira mais simples.

O que é um termogênico?

Para muitas pessoas que buscam perder peso, reduzir a ingestão de calorias é factível – é encontrar tempo e motivação para o exercício que pode ser desafiador. Os suplementos de queima de calorias, chamados termogênicos, podem fornecer energia para você trabalhar e podem ajudar a queimar mais calorias quando você o faz.

Quando usados ​​corretamente, estes suplementos dietéticos são uma maneira segura de se dar energia, dar um impulso ao seu metabolismo e ajudá-lo a queimar mais calorias. Não deixe a palavra “termogênico” te assustar. A termogênese é a produção de calor e um suplemento termogênico simplesmente acelera as funções metabólicas.

A cafeína, por exemplo, tem propriedades termogênicas e, posteriormente, é um ingrediente principal dos suplementos termogênicos. Preparações de ervas como o guaraná – que vem de sementes semelhantes a grãos de café, mas com o dobro da quantidade de cafeína – também são um ingrediente comum nesses tipos de suplementos para perda de peso. Um suplemento dietético termogênico em particular que contém uma mistura de extrato de semente de guaraná, extrato de folhas de chá preto, extrato de semente e pele de uva, extrato de raiz de gengibre e extrato de ervas daninhas foi mostrado para aumentar a queima de calorias em até 60%.

Como os suplementos termogênicos contêm estimulantes naturais como a cafeína, é melhor tomar a dose mais baixa quando você começar a usá-los. Isso permitirá que você avalie sua sensibilidade e ajuste de acordo. Tomando um 30-60 minutos antes do exercício pode ajudá-lo a trabalhar mais e mais, e também pode ajudá-lo a queimar mais calorias. Você nunca deve tomar mais do que a dose diária recomendada, nem deve tomar um suplemento termogênico antes de ir para a cama. Seus efeitos estimulantes podem dificultar o ato de adormecer e também podem atrapalhar a qualidade do seu sono.

Um pouco de energia extra e aumento do metabolismo pode ir longe. Quando usado como indicado e em conjunto com um programa de dieta e exercício saudável, suplementos termogênicos podem ser uma ótima ferramenta para ter em seu arsenal e podem ajudar a apoiar seus esforços de perda de peso.

Composição do T-sek

O T-sek é composto por uma série de ingredientes com propriedades termogênicas que fazem com que o suplemento tenha o efeito esperado. Dentre os principais ingredientes estão:

– Biotina

Biotina é um ácido solúvel em água, essencial para o crescimento e bem-estar em animais e alguns microrganismos. A biotina é um membro do complexo B de vitaminas. Funciona na formação e metabolismo de gorduras e carboidratos. Substância relativamente estável, é amplamente distribuída na natureza e é especialmente abundante em gema de ovo, fígado bovino e levedura.

A biotina foi inicialmente identificada como uma exigência nutritiva de levedura. Originalmente chamado de vitamina H, foi isolado em forma pura em 1935; sua estrutura foi estabelecida em 1942, depois de ter sido demonstrada como sendo exigida pelos animais. A evidência da necessidade da biotina surgiu com a descoberta, em 1927, de que a adição de clara de ovo não cozida a uma dieta que seja adequada produz toxicidade e doença. Isso ocorre porque a clara de ovo contém uma proteína específica,avidina , que combina com a biotina e, assim, impede a sua absorção. Na prática, a deficiência de biotina resulta apenas do consumo prolongado de um número excepcionalmente grande de claras de ovo não cozidas; os sintomas incluem dermatite e perda de cabelo.

– Cianocobalamina

Um complexo composto solúvel em água que é essencial para vários microrganismos e animais, incluindo seres humanos, também chamado de vitamina B 12. A vitamina B 12 ajuda no desenvolvimento de glóbulos vermelhos em animais superiores. A vitamina, que é única na medida em que contém um íon metálico, o cobalto, tem uma estrutura química complexa.

A vitamina B 12 ocorre em várias formas, chamadas cobalaminas; A cianocobalamina é a principal usada em suplementos vitamínicos e produtos farmacêuticos. A vitamina B 12 foi isolada pela primeira vez em 1948 pelo químico americano Karl Folkers e pelo químico britânico Baron Alexander Todd.

A vitamina B 12 está envolvida no metabolismo celular em duas formas ativas de coenzima – metilcobalamina e 5-desoxiadenosilcobalamina. A vitamina B 12 coopera com o ácido fólico (folato) na síntese do ácido desoxirribonucleico (DNA ). A deficiência de um dos compostos leva à produção desordenada de DNA e, consequentemente, à produção prejudicada de glóbulos vermelhos. A vitamina B 12 também tem um papel bioquímico separado, não relacionado ao ácido fólico, na síntese dos ácidos graxos na bainha de mielina que envolve as células nervosas.

– Colágeno

O colágeno é uma proteína cuja função é manter unidas as diferentes estruturas do corpo. É a molécula de proteína mais abundante nos vertebrados e estima-se que uma em cada quatro proteínas do corpo seja colágeno (aproximadamente 7% da massa corporal de um ser humano).

O colágeno é responsável por unir os tecidos conjuntivos (músculos, tendões, ligamentos, pele, ossos, cartilagens, tecidos e órgãos hematológicos e adiposos). Desta forma, ele atuaria como um elemento de apoio que permite que o corpo inteiro seja mantido unido. Sua função consiste na formação das fibras a partir das quais as estruturas do organismo são criadas; portanto, é responsável pelo grau de firmeza e elasticidade dessas estruturas e desempenha um papel essencial na sua hidratação.

A fibra de colágeno tem a capacidade de se misturar com muitos tipos de substâncias e minerais : no caso dos ossos, a combinação de colágeno com cristais de cálcio permite a formação de uma estrutura rígida e rígida; na pele, é misturado com elastina e a estrutura resultante é em forma de rede; No caso da cartilagem, também é combinado com elastina e outros tipos de substâncias e forma um gel que absorve os impactos produzidos pelos movimentos das articulações. Isso acontece com todas as estruturas e tecidos do corpo.

Além desses ingredientes, o T-sek ainda conta com outros componentes como:

– Flores de Hibisco;

– Folhas de Capim Limão;

– Folhas de Carqueja;

– Folhas e Talos de Chá Branco;

– Folhas e Talos de chá verde;

– Folhas e Talos de Erva Mate;

– Maltodextrina;

– Óxido de magnésio Anidro;

– Pantotenato de cálcio;

– Picolinato de Cromo;

Como tomar o T-sek ?

Como se trata de um suplemento com muitos ingredientes potentes, a dosagem deve ser feita com bastante atenção. Os fabricantes do produto sugerem que a dosagem consumida seja de 4g dissolvidos em 400 mL de água. Não existe uma hora mais adequada para tomar o T-sek, mas é recomendável que se tome bastante água ao longo do dia para evitar efeitos colaterais, ao menos 2 litros por dia.

T-sek
T-sek

Diferenciais do T-sek

Nem todos os suplementos termogênicos são iguais. O T-sek apresenta alguns diferenciais que o tornam a referência nesse segmento do mercado. Uma delas é a ausência de sódio, o que faz com que seu uso não seja associado a problemas como a hipertensão e cálculos renais.

Além disso, o T-sek é uma fonte importante de vitamina B12 e de outras substâncias naturais presentes em sua formulação. O T-sek é um dos suplementos termogênicos mais eficientes do mercado, representando uma perda real de peso ao ser aliado com uma rotina de exercícios e alimentação saudável.

Onde comprar o T-sek

O T-sek tem um preço médio de 100 reais no mercado e é facilmente encontrado em diversas lojas de suplementos.

É importante conhecer a loja onde se compra o produto para não correr riscos de comprar um produto com defeitos relacionados a problemas no armazenamento e na qualidade de procedência.

A Nextfit é referência no comércio de suplementos alimentares, sediada em Belo Horizonte, mas faz entregas em todo o país. Acesse o site e confira os preços e condições de compra do T-sek e de vários outros produtos.

O que é metabolismo?

Metabolismo é um processo de aquisição e conversão de energia. É necessário porque os organismos estão constantemente passando por mudanças celulares – eles não estão em um estado de equilíbrio. O metabolismo é uma tentativa de regular as condições celulares, fazendo alterações internas para manter um estado celular estável. Como regra geral, a tendência da natureza é em direção a condições de desordem. Isso significa que as condições desordenadas são energeticamente favoráveis ​​- elas liberam energia. Condições altamente ordenadas e organizadas não são energicamente favoráveis ​​e requerem energia para ocorrer. Como resultado, as milhares de reações que ocorrem constantemente dentro de nós para manter a organização celular precisam de energia. O corpo produz esta energia necessária, decompondo o ATP e, em seguida, usando essa energia para promover reações energeticamente desfavoráveis, mas biologicamente necessárias.

Para começar qualquer um desses processos, as células precisam de uma fonte de energia externa. A quebra da fonte externa pode fornecer a energia que pode acoplar para gerar outras reações. As células adquirem essa energia externa de duas maneiras. Fototróficos obtêm sua energia do sol através da fotossíntese. As plantas são fototróficas. As plantas usam energia luminosa para converter dióxido de carbono e água em carboidratos e oxigênio. Os quimotróficos, como os humanos, obtêm energia a partir da decomposição de compostos orgânicos, como carboidratos, lipídios e proteínas. Nosso foco em discutir a respiração celular e o metabolismo será neste segundo tipo de aquisição de energia. A relação entre phototrophs e chemotrophs é complementar: quimiotróficos requerem oxigênio e expiram dióxido de carbono enquanto os fototróficos necessitam de dióxido de carbono e expiram oxigênio. Além disso, muitos dos carboidratos ingeridos pelos quimiotróficos derivam dos produtos metabólicos de carboidratos dos fototróficos.

O metabolismo pode ser extremamente complexo. Um grande número de reações ocorre ao mesmo tempo e é difícil lembrar como elas se encaixam em qualquer tipo de lógica. A tentação de simplesmente memorizar as reações individuais é grande, mas alguns princípios subjacentes podem ajudar sua compreensão.

Energia de Glicose

A glicose é uma fonte preferida de energia metabólica em quase todos os tecidos. A glicose pode ser metabolizada aerobicamente ou anaerobicamente. Embora mais energia esteja disponível pelo metabolismo oxidativo, alguns tecidos podem usar glicólise para uma rápida explosão de energia. As fontes de glicose variam em diferentes tecidos.

O músculo é o maior consumidor de glicose durante o exercício e pode obter glicose da circulação ou decompor as reservas internas de glicogênio. Dois tipos de músculo esquelético existem e são distinguidos por suas propriedades fisiológicas e seu metabolismo da glicose.

Nas fibras brancas rápidas , a glicólise cataboliza a glicose. A relativa falta de mitocôndrias nessas fibras causa a aparência branca. A rápida decomposição da glicose pelo metabolismo anaeróbico significa que o ATP é produzido rapidamente. Esses músculos são usados ​​em movimentos rápidos e de curta duração e exibem uma contração rápida quando estimulados eletricamente. Os músculos de vôo dos pássaros são desse tipo – lembre-se de que você encontra a carne branca de um frango no peito.

Em fibras vermelhas lentas, o metabolismo da glicose leva ao ciclo do TCA e o metabolismo é aeróbico. A aparência vermelha desses músculos vem do grande número de mitocôndrias neles – os citocromos contendo ferro e a mioglobina dão ao tecido uma aparência vermelha. Os músculos das pernas (carne escura) das aves são deste tipo.

As mesmas distinções são em humanos. Corredores e maratonistas têm diferentes proporções de fibras musculares e, portanto, diferentes metabolismos. Os velocistas têm fibras brancas relativamente mais rápidas e podem correr muito rapidamente, mas não para longas distâncias. Corredores de maratona, por outro lado, têm fibras vermelhas mais lentas e podem realizar o metabolismo aeróbico por períodos muito longos, embora não possam ir tão rápido. Corredores bem treinados e de classe mundial podem ter até 90% do músculo da perna de um tipo ou outro, dependendo do esporte. Alguns esportes, como basquete e futebol, envolvem resistência aeróbica e corrida anaeróbica; esses atletas tendem a ter os dois tipos de fibras musculares. Indivíduos não treinados têm cerca de 50% de cada tipo.

O cérebro depende da circulação de nutrientes e é um consumidor principal de glicose. O cérebro usa cerca de 15% da energia necessária para a manutenção mínima das funções do corpo (chamada taxa metabólica basal). O tecido cerebral não armazena energia. Em vez disso, o cérebro deve confiar na circulação para o suprimento de combustível. Nem todas as moléculas podem ser transportadas através da barreira hematoencefálica para serem usadas como energia. Uma molécula que pode atravessar a barreira hematoencefálica é a glicose, a fonte preferida de combustível para o cérebro. O tecido cerebral também pode se adaptar a corpos cetônicos, como o acetoacetato, como fonte de combustível.

O fígado é o fabricante e distribuidor de carboidratos para a circulação. As actividades da enzima Glicogénio fosforilase / glicogénio sintetase controlam a degradação do glicogénio. Hormônios como epinefrina e glucagon levam à quebra do glicogênio em glicose-fosfato. A fosfoglucomutase converte glicose-1-fosfato em glicose-6-fosfato, que é então desfosforilada em glicose à medida que se desloca para a corrente sanguínea.

Os pacientes que têm uma deficiência hereditária de fosfatase de fosfato de glicose-6 acumulam grandes grânulos de glicogênio em seus fígados. O único destino para a glicose-6-fosfato nesses pacientes é a conversão em glicose-1-fosfato e depois em glicogênio. Toda a glicose que não é metabolizada diretamente flui “de um jeito” para o glicogênio.

Proteínas e Ácidos Graxos

Outras fontes de energia metabólica incluem proteínas e ácidos graxos. O músculo pode usar ácidos graxos dos tecidos adiposos (contendo gordura). A primeira reação, no glóbulo de gordura, é a hidrólise de triacilgliceróis pela lipase, para dar ácidos graxos livres e glicerol. Ácidos graxos se movem pela circulação quando ligados à albumina sérica. A albumina sérica é um transportador geral de moléculas no sangue, mas parece ter uma afinidade específica pelo ácido graxo.

Depois de entrar no músculo, a β-oxidação decompõe o ácido graxo em moléculas de Acetil-CoA, que são então metabolizadas através do ciclo de TCA e da cadeia de elétrons mitocondrial. O músculo também pode usar aminoácidos derivados da proteólise como fontes de energia, após sua conversão em intermediários do ciclo TCA ou piruvato. Os grupos amino devem ser eliminados, preferivelmente convertendo-os em ureia no fígado. O ciclo “glicose-alanina” transporta grupos amino da quebra de proteínas para o fígado. A glicose do fígado circula para o músculo e é degradada em piruvato; piruvato é transaminado para alanina; a alanina circula de volta para o fígado.

No fígado, o grupo amino é convertido em uréia, deixando o piruvato, que pode ser reconvertido em glicose. Nenhum metabolismo de carbono líquido ocorre durante este ciclo – ele apenas move grupos amino.

O coração metaboliza oxidativamente uma variedade de substratos, provavelmente porque é o órgão mais essencial do corpo. As demandas de energia do coração são tais que provavelmente deve confiar no ATP gerado na mitocôndria; ATP não suficiente pode ser feito anaerobicamente para apoiar essas demandas. O coração metaboliza eficientemente ácidos graxos e corpos cetônicos e pode preferir essas fontes de energia, até mesmo à glicose.

Categoria

Baseado em 0 avaliações.

0.0 total
0
0
0
0
0

Seja o primeiro a avaliar “T-SEK POWER SUPPLEMENTS – 30 DOSES DE 4,000G”

Não foram feitas avaliações do produto