Praça Raul Soares, 85 - Belo Horizonte - MG (31) 3292-7257 (31) 9.9357-1951
Meditação Transcendental

Meditação Transcendental

Meditação Transcendental

Atualmente, vivemos em um estilo de sociedade onde a vida é muito corrida, as rotinas são apertadas e temos vários compromissos e metas todos os dias. Na grande maioria das vezes, todos esses fatores fazem com que a pessoa se torne alguém ansioso e constantemente em desequilíbrio com o seu corpo e com a sua mente.

Diante disso, vários métodos e técnicas são utilizados constantemente para restaurar esse equilíbrio. Dentre esses, um dos mais eficazes é a meditação transcendental, uma técnica simples, a qual pode ser desempenhada por qualquer pessoa e não tem nenhuma ligação com religiões, mas apenas com a o bem estar do indivíduo.

O que é a meditação transcendental?

Um guru é aquela pessoa que te guia e dá conselhos sobre qual caminho deverá ser seguido. Muitas das vezes, esse indivíduo preza, acima de tudo, o equilíbrio do ser humano com o seu corpo e com a sua mente. Maharishi Maheshi Yogi é um dos maiores gurus da história da humanidade, uma vez que ficou mundialmente conhecido por guiar os integrantes da banda Beatles nos seus momentos de maior sucesso.

No entanto, não foi apenas isso que Maheshi Yogi fez ao longo de sua vida. No ano de 1995, o sábio figurou o surgimento e a popularização de uma técnica conhecida como meditação transcendental.

A meditação transcendental é uma técnica bastante simples, que visa equilibrar o indivíduo e ajuda-lo a entender os conflitos que ocorrem dentro de si. Deve ser realizado diariamente, podendo ser feito em um espaço de tempo que varia entre 15 e 20 minutos.

Motivos para realizar a meditação transcendental

  1. É simples:

Como já dito anteriormente, a meditação transcendental é um processo bastante simples – o modo de execução será descrito ao final deste artigo – e, por esse motivo, pode ser feito por qualquer pessoa. Estudiosos da área já afirmaram que crianças acima de cinco anos já conseguem realizar essas atividades.

Diferentemente dos outros tipos de meditação, que requerem alguns tipos de sacrifícios e dependem de um esforço mental grande, a meditação transcendental é fácil, podendo ser realizada até por indivíduos que nunca tiveram contato com esse tipo de prática.

  1. Não está atrelada a nenhuma religião:

É comum encontrarmos pessoas que se recusam a praticar a meditação, alegando que estas estão relacionadas com religiões que elas não acreditam e não seguem. E é aí que entra a meditação transcendental! Esse tipo de prática não possui qualquer conexão com nenhuma doutrina religiosa, podendo ser feita por pessoas de todas as crenças. O único objetivo dessa meditação é o autoconhecimento.

  1. Não depende de nenhum tipo de mudança no estilo de vida:

Além de indivíduos que se recusam a praticar a meditação por questões religiosas, é comum encontrarmos pessoas que dizem que isso não condiz com o estilo de vida levado por eles. E esse é mais um dos pontos positivos da meditação transcendental. Como o nome já propõe, a única finalidade desse tipo de prática é fazer com que o indivíduo encontre o seu próprio eu e viva da maneira que se sentir bem.

Benefícios da meditação transcendental

A meditação transcendental é uma técnica única, alvo de inúmeros estudos e com vários benefícios já confirmados pela comunidade científica internacional. Dentre os principais efeitos positivos que podem ser obtidos a partir desse método de meditação destacam-se:

  1. Reduz o estresse:

O estresse é um problema que atinge milhões de pessoas todos os dias ao redor de todo o mundo. Basicamente, se caracteriza por um estado onde, por uma situação de sobrecarregamento do cérebro, o indivíduo pode se irritar com qualquer nova informação que lhe é dada, o que pode comprometer – e muito – as relações sociais daquela pessoa.

A meditação transcendental faz com que novas áreas do cérebro esteja disponíveis para os seus praticantes, o que pode fazer com que o estresse seja algo menos recorrente. Dessa forma, pessoas que fazem diariamente a meditação transcendental possuem relações mais saudáveis e são, consequentemente, mais felizes.

  1. A Meditação Transcendental pode ajudar no Tabagismo:

Apesar de estar diminuindo com o passar dos anos, o tabagismo ainda é um problema que atinge milhões de pessoas ao redor de todo o mundo. Basicamente, consiste na dependência que um indivíduo pode ter relacionado ao tabaco, seja ele em qualquer forma – cigarros de palha, cigarros tradicionais, charutos, dentre outros.

Quando você conhece a si mesmo, o seu corpo e mente entram em equilíbrio, e torna-se muito mais fácil largar um vício como o tabagismo. Vários estudos foram feitos tentando relacionar a meditação transcendental com o cigarro. Dessa forma, quando relacionado com outras medidas, como a educação preventiva, a acupuntura, terapias, dentre outros, a meditação se mostrou de 2 a 8 vezes mais eficaz do que qualquer outro método.

  1. A Meditação Transcendental e a Ansiedade:

A ansiedade é um problema real da nossa sociedade atualmente. Caracterizado por ser uma preocupação com acontecimentos futuros, a ansiedade pode ser um sentimento comum, mas se notada em excesso pode até virar doença com crises, como problemas de respiração e choros sem motivos.

Muitas vezes, o transtorno de ansiedade está relacionado com um desequilíbrio químico dos hormônios no nosso cérebro e, embora necessite de tratamento, os seus sintomas podem ser amenizados com a meditação transcendental.

  1. A Meditação Transcendental e a Depressão:

A depressão é uma doença séria que atinge milhões de pessoas em todo o mundo, chegando a ser considerada a doença do século pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Em situação análoga ao de transtorno de ansiedade, a depressão é resultado de um desequilíbrio químico no cérebro do indivíduo, e necessita de tratamento. No entanto, os seus benefícios podem ser amenizados a partir da prática diária da meditação transcendental.

  1. A Meditação Transcendental aumenta a criatividade:

Um dos maiores cineastas de toda a história do cinema, responsável por sucessos como Cidade dos Sonhos e Twin Peaks, David Lynch é um dos praticantes diários da Meditação Transcendental. Segundo o próprio diretor, ele medita todos os dias durante mais de 20 anos, ao acordar e antes de dormir.

Para ele, praticar essa técnica todos os dias aumenta a sua criatividade e possibilitou grande parte de suas maiores criações.

Como fazer a Meditação Transcendental?

Para fazer a meditação transcendental, é indicado que o indivíduo possua um mestre, o qual lhe fornecerá um mantra que lhe guiará em suas sessões diárias. No entanto, também é uma prática que pode ser feita sozinha, em busca de um auto conhecimento feito a partir de si mesmo.

Você deverá procurar um lugar seguro, calmo, confortável e sem barulhos altos. É importante se assegurar de que ninguém irá interrompe-lo durante a prática da meditação, ao menos durante 25 minutos.

Sente-se de maneira confortável, mas não a ponto de poder sentir sono. Com os seus braços no local mais confortável possível, feche os olhos de maneira suave e comece a inspirar e expirar de maneira lenta. Concentre na sua respiração, em como o ar entra e sai do seu corpo, qual o caminho que ele percorre, em como os seus pulmões se enchem e se esvaziam. O ideal é não pensar em absolutamente nada, mas isso será impossível nas primeiras sessões, pois a sua mente não estará habituada àquela sensação de calmaria. Por esse motivo, todas as vezes que começar a desviar a atenção para algum acontecimento do dia a dia, volte-a para a sua respiração. A fim de se distrair e se sentir mais confortável, é proveitoso que coloque uma música instrumental própria para a meditação.

A Meditação Transcendental pode ser feita duas vezes ao dia, ao acordar e logo antes de dormir. Os benefícios podem ser observados em poucos dias de prática.  

Leave a comment