Como elaborar um mapa mental - Marcas e Patentes BH
0800 580 0363 (31) 3292-7257 (31) 9.9357-1951
Como elaborar um mapa mental

Como elaborar um mapa mental

 

O cérebro é, sem nenhuma dúvida, o órgão mais importante de todo o nosso corpo. É ele quem comanda tudo o que fazemos, desde os pensamentos até os esforços físicos, como andar, carregar algo, dentre outros. Além disso, é no cérebro onde ficam guardadas as nossas memórias e tudo que aprendemos ao longo de nossas vidas.

Com toda essa complexidade, nem sempre é fácil acessar alguns lugares no cérebro, o que pode dificultar a lembrança de alguma coisa ou mesmo a tomada de uma decisão. Por esse motivo, algumas ferramentas foram criadas e podem ajudar as pessoas nesse tipo de situação.

Um exemplo dessas ferramentas é o mapa mental. Nesse artigo iremos falar mais sobre ele, fazendo um passo a passo de como faze-lo e explicando a sua relação com a prática do Coaching.

 

O que é um mapa mental?

Antes mesmo de saber como elaborar um mapa mental, é necessário entender em que consiste, de fato, essa ferramenta. Basicamente, é um processo onde, a partir de uma palavra – o título – o indivíduo realiza sinapses que levam a outro pensamentos – os quais são todos anotados. Isso pode ajudar a lembrar algo ou pensar em soluções criativas para um problema.

A técnica foi desenvolvida pelo escritor inglês Tony Buzan. O seu maior diferencial é fazer com que as pessoas possam organizar o seu pensamento de forma harmônica. Sendo assim, ao final do processo, com todos os raciocínios no papel, é possível traçar um caminho para a resolução de algo.

Buzan defendia que o seu método era altamente funcional por um fator em específico: ele funciona da mesma maneira que o nosso cérebro, sendo um estilo confortante para a mente. Cada ramificação seria como uma sinapse neural, fortalecendo ainda mais essas conexões.

Além disso, com a finalidade de aumentar os resultados que podem ser obtidos através dessas ferramentas, há vários outros recursos que podem ser utilizados para além das ramificações. Estes, por sua vez, podem ser cores, símbolos, desenhos, dentre vários outros.

 

Como elaborar um mapa mental?

Primeiramente, você vai precisar de alguns materiais em específico: uma folha, lápis, borracha e canetinhas de cores variadas. Além disso, poderá usar adesivos para a colagem, se assim preferir.

O primeiro passo é definir uma temática para o seu mapa mental. Como muitos de vocês já sabem, o Coaching visa definir uma meta a ser atingida para os seus coachees. No entanto, muitas vezes nem o próprio indivíduo sabe onde quer chegar, e o mapa mental pode ser uma ótima maneira para isso. É recomendada uma consulta a um Coach para conduzir todo o exercício.

Com a temática já bem definida, você pode pular para a segunda etapa do mapa mental. Nesse momento, você deverá olhar para o seu tema e anotar – em ramificações – as primeiras coisas que se relacionam com ele, o que vem a sua cabeça ao pensar naquilo.

Sendo assim, se o objetivo aqui é definir quais são as suas metas, para assim traçar um plano, coloque essa palavra no centro e vá adicionando tudo que vem a sua cabeça. Quando já tiver adicionado alguns tópicos, você continuará a fazer a mesma coisa, mas agora  com uma das ramificações.

Por exemplo, se o tema central for “metas”, e uma das suas ramificações for família, faça algumas ramificações nesse último tópico e anote as primeiras coisas que vem a sua cabeça ao falar de família. Ao fim do processo, o Coach poderá analisar o seu mapa mental e, a partir dele, definir quais são os seus objetivos.

 

 

 

 

Leave a comment