Diferença entre preço e valor - Marcas e Patentes BH
0800 580 0363 (31) 3292-7257 (31) 9.9357-1951
Diferença entre preço e valor

Diferença entre preço e valor

Diferença entre preço e valor

Você sabe qual é a diferença entre preço e valor? É comum encontrarmos pessoas que, no dia a dia, usam essa palavra com a mesma conotação, como se fossem sinônimas. E, é claro, no nosso cotidiano isso é comum e não há nenhum problema. No entanto, ao mesmo, é proveitoso saber que esses dois termos’ possuem grandes diferenças entre si, principalmente se considerarmos o mundo do empreendimento.

Nesse artigo iremos falar mais sobre a diferença de significado entre os dois termos: preço e valor. Continue lendo para descobrir a resposta para essa dúvida e outras informações interessantes acerca do mundo empresarial e do mercado financeiro!

Conceitos de preço e valor

Como já falado nos últimos parágrafos, embora sejam tratados muitas vezes como sinônimos, preço e valor possuem uma conotação totalmente distinta no meio financeiro e dos empreendimentos. Para explicitar essa diferença, daremos agora uma definição básica do que é o significado de cada um desses termos:

  • Preço: O preço é aquilo que está totalmente relacionado com o aspecto quantitativo do produto em questão. Em outras palavras, o preço é o valor em dinheiro que o consumidor terá de pagar para possui aquele elemento. Podemos dar um exemplo: se um celular de última geração custa R$ 2.000,00, este é o seu preço;

Veja que o significado de preço é bastante intuitivo, e se perguntássemos a qualquer pessoa ela provavelmente nos daria uma definição bastante semelhante. No entanto, a confusão se dá quando inserimos o termo “valor” nesse meio. Isso acontece pelo fato de que, na grande maioria das vezes, as pessoas dão ao “valor” uma conotação idêntica ao de preço. E não tem problema isso ocorrer no dia a dia, mas é importante saber que, para o empreendedorismo e o meio financeiro, essas duas palavras possuem sentidos diferentes.

Veja a seguir uma definição resumida do que é o valor:

  • Valor: De forma totalmente diferente do preço, o valor não pode ser relacionado com números e com significados exatos, ou seja, o valor não pode ser quantificado de maneira geral, sendo o mesmo para todas as pessoas. Na verdade, o sentido de valor é individual, e cada pessoa dá um valor diferente para cada produto diferente. Isso se dá pelo fato de que o valor pode ser exprimido como os benefícios – ou até mesmo as sensações – que o produto em específico fornece para o consumidor em questão. Como cada pessoa possui visões diferentes de mundo e necessidades diferentes, o valor atribuído a algum elemento é totalmente distinto de uma pessoa para outra;

É aí que mora a grande confusão por parte do público em geral. Se perguntássemos qual é o valor do celular de última geração citado no tópico que conceituamos preço, provavelmente receberíamos a resposta de que o seu valor e R$ 2.000,00. No entanto, para fins financeiros, essa definição está totalmente equivocada, pois é impossível traduzir o valor de algum elemento pelos números, sendo algo subjetivo e diferente para cada pessoa.

Diferença entre preço e valor: exemplos

É confirmado pela ciência que o nosso cérebro tem significativamente mais facilidade de entender as definições quando elas estão inseridas em algum exemplo. Por esse motivo, apesar de já terem sido dadas as definições de cada um dos termos, iremos agora dar um exemplo, a fim de melhorar o entendimento do leitor acerca desse assunto.

Então vamos a ele:

Primeiro pense em um casal de namorados compostos por um homem e uma mulher, apenas para ilustrar o exemplo. Nesse casal, o homem é praticante assíduo de atividades físicas de alta intensidade, como a musculação, enquanto a mulher gosta muito de jogar futebol com as amigas.

O homem, por gostar tanto da prática da musculação e por ansiar resultados mais rápidos e eficientes em seu corpo, ou seja, o crescimento de músculos de forma mais rápida, faz o uso de suplementos alimentares de ótima qualidade. Dessa forma, todos os meses ele compra um pote de Whey Protein contendo um quilo da substância, pelo preço de R$ 249,00. Agora iremos pensar a partir dos termos: o preço do suplemento é de R$ 249,00, e o seu valor são os benefícios que ele traz para o consumidor em específico – neste caso, o homem. Ele deseja muito ter resultados na academia e por isso o valor atribuído por ele a esse produto é muito alto.

No entanto, para a mulher, que não quer ter os seus músculos crescendo, o Whey Protein não tem nenhum valor. Aqui podemos ver como o valor atribuído pode alterar a sensação do preço: para a mulher, o suplemento alimentar tem um preço alto, pois ela não vê valor no produto. No entanto, para o homem, o preço é baixo, pois o produto tem um valor altíssimo.

Agora vamos à mulher: ela gosta muito de jogar futebol com as suas amigas, mas a sua chuteira rasgou na semana passada e não é possível mais calça-la. Bom, nesse caso, ela quer comprar uma nova chuteira que tem o preço de R$ 249,00. Para ela, o valor desse item é bastante alto, pois possibilita a diversão semanal com as suas amigas.

Veja nesse exemplo que, para o homem, que não vê interesse em jogar futebol, o preço da chuteira é alto – mesmo que ele gaste essa quantidade de dinheiro todos os meses em suplementos alimentares. Já para a mulher, que vê no preço do Whey Protein uma perda de dinheiro, a chuteira é uma quantidade e bem gasta.

A relação entre o vendedor e o valor

Bom, agora que você já entendeu exatamente o que significa o valor e a diferença dele com o preço, podemos falar aqui da relação do bom vendedor com o valor. Acontece que, como você já sabe, esse termo pode ser exprimido como os benefícios que podem ser obtidos a partir daquele produto.

No entanto, muitas vezes o consumidor nem sabe de todos esses benefícios, o que acaba fazendo com que ache o elemento caro, ou seja, um preço alto a se pagar com o que o produto pode oferecer. Mas é o vendedor que deve mostrar para o cliente quais são todos os efeitos positivos que podem ser obtidos através daquele produto.

Um bom vendedor é aquele que consegue abordar um cliente que não vê nenhum valor em um produto e o convence a enxergar que ele, na verdade, é uma necessidade na vida dessa pessoa.

Gostou desse artigo sobre a diferença entre o preço e o valor? Deixe nos comentários as suas opiniões e experiências com esse assunto.

Leave a comment